sábado, 19 de outubro de 2019

Era para estes personagens de Naruto terem nomes diferentes

Mas ainda bem que o editor-sama interveio.

E se não fosse pelo editor de Kishimoto, talvez Naruto não fosse tão marcante assim…

Em entrevista para TV, no Japão, o mangaká Masashi Kishimoto contou muitas curiosidades envolvendo os personagens e a própria história de seu mangá Naruto. O grande primeiro antagonista da história, por exemplo, era inicialmente para se chamar Momotaro, mas o editor deu um grande “não” na cara de Kishimoto e mandou mudar para Zabuza. Que bom, né?!

Já é de conhecimento popular que vários personagens de Naruto têm o nome baseado em personagens da cultura popular japonesa: o trio lendário Tsunade, Jiraiya e Orochimaru é baseado nos personagens de Jiraiya Gotetsu Monogatari (O Conto do Galante Jiraiya); já Sarutobi Sasuke é um personagem recorrente em vários contos sobre ninjas do fim do século XIX e começo do XX.

Kotaro e Momotaro também são personagens bem famosos. Kotaro é um garoto filho de um homem humano e uma mulher cobra, e Momotaro é o menino que nasceu de um pêssego e saiu de casa para derrotar demônios com seus amiguinhos, os bichinhos da floresta (isso mesmo, um macaco, um faisão e um cachorro). Além desses dois contos serem muito populares entre crianças, ambos os nomes são muito comuns no Japão, então o editor não permitiu que Zabuza e Gaara tivessem esses nomes:

“Kishimoto: O nome que vou dar pra esse personagem apelão é… Momotaro!
Editor: Vamos de Zabuza.
Kishimoto: O nome que vou dar para esse personagem incrível é Kotaro!
Editor: Vai ser Gaara. E pare de fazer com que o Kakashi fale como um tiozão.”
(Original abaixo no tuíte)

Outras mudanças ordenadas sugeridas pelo editor são: o Sasuke (foi ideia dele que o Naruto tivesse um rival), sem tanta explicação nos quadros, o arco do país da Névoa (com Zabuza e Haku), fazer com que Haku seja um humano e não um urso (como é que é?!), não deixar o mangaká fazer com que o hokage e os professores fossem todos animais, fazer com que todos os personagens fizessem o Exame Chunin de uma vez, assim como o modelo do Rock Lee e dos outros nesse arco, fazer com que Kishimoto criasse nomes consistentes para os jutsus, ou seja, que pensasse antes de criar. Editar mangá parece ser um trabalho bem puxado.

O que você achou das mudanças? Será que Naruto sem Sasuke faria algum sucesso? Comente!

Via conta no Twitter @raika_kurume e SoraNews24.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: