quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Prédio da Kyoto Animation estava dentro das leis anti-incêndio, revela relatório

KyoAni até chegou a receber certificado pela excelente aplicação das leis.

Relatório do corpo de bombeiros de Kyoto afirma que o prédio da Kyoto Animation, incendiado no último dia 18 de julho, estava em conformidade com as leis anti-incêndio da cidade, tendo recebido até um certificado pela aplicação adequada das leis contra incêndio.

O relatório foi entregue pelo departamento de bombeiros de Kyoto, no último dia 22 de julho. No incêndio criminoso, houve um total de 34 mortes e um número semelhante de feridos.

Segundo o corpo de bombeiros, o prédio tinha fácil acesso ao terraço, além de manterem treinamentos no combate anti-incêndio. Apesar disso, internautas levantaram questões relacionadas a dois elementos do projeto do edifício, envolvendo as escadas. No primeiro caso, uma escada em espiral interna, que ligava o primeiro e segundo andares, que poderia ser um impedimento para uma rápida evacuação do edifício. Além da escada que levava ao terraço do prédio.

No primeiro caso, segundo a lei local, escadas em espiral são permitidas. Porém, elas devem ter uma protuberância pendurada no teto, chamada em japonês de tarekabe (foto abaixo), que ajuda a impedir que a fumaça chegue a níveis superiores. Segundo o relatório, o prédio da Kyoto Animation tinha esta protuberância dentro do que é estipulado pela lei.

Pesquisa no Google Imagens por “tarekabe”. (Fonte: Sora News 24)

No segundo caso, na questão da escada que levava ao terraço, muito perguntavam-se os motivos para ter havido 19 mortes naquele local. Especulava-se que a porta poderia estar trancada, mas a perícia no local constatou que a porta estava destrancada que ela poderia ser facilmente aberta por dentro. Apesar disso, um funcionário da Kyoto Animation relatou haver um mecanismo de duas alavancas, que poderia ser difícil para quem nunca precisou usar um mecanismo parecido antes.

A perícia concluiu que as pessoas foram vencidas pela fumaça antes que pudessem abrir a porta. E, a medida que os corpos iam se empilhando, mais difícil ia ficando para quem estivesse indo na mesma direção. Apesar de o tarebake ter a função de impedir que a fumaça chegue a outros andares, todas as regras que foram estipuladas visavam um cenário de incêndio acidental, e não criminoso, como o que ocorreu.

Por conta disso, os métodos adotados para prevenção e auxílio em incêndios, no Studio 1 da Kyoto Animation, não foram apenas considerados suficientes, mas também exemplares. Em 2014, o estúdio recebeu um certificado do corpo de bombeiros, que parabenizava as conformidades de segurança contra incêndios.

Fonte: Sora News 24

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: