sábado, 28 de março de 2020

Chihayafuru e o Japão da vida real

Vem com a gente saber o que é karuta e conhecer o Japão!

Tudo que Chihaya quer é se tornar a melhor jogadora de karuta do Japão. E a jornada dela leva o espectador a conhecer lugares cotidianos do Japão que são frequentados (em alguns casos) por milhões de pessoas todos os anos.

Uma característica marcante de Chihayafuru é a fidelidade com a qual seus artistas inserem paisagens reais do Japão no anime, em especial da região de Tóquio. Vamos conferir agora algumas delas e aprender um pouco sobre o que é Karuta?

Afinal, o que é Karuta?

Mulheres japonesas jogando Karuta

Karuta (cujo nome vem da palavra “carta” – sim, foram os portugueses que levaram jogos de carta para o Japão) é o nome que se dá aos conjuntos específicos de cartas jogáveis que surgiram no Japão. O conjunto de karuta mais antigo que se tem notícia teria surgido na cidade de Miike, localizada na província de Chikugo, por volta do final do século 16.

As cartas de Karuta são dividas em dois tipos: as cartas portuguesas e as cartas e-awase, estas surgidas posteriormente no século 17 (tendo como base um conjunto de conchas marinhas usadas em jogos de mesa que eram conhecidas como kai-awase).

As cartas portuguesas se dividem em:

  • Hanafuda
  • Unsun Karuta
  • Habfuda
  • Harifuda
  • Hikifuda
  • Komatsufuda

As cartas e-awase se dividem em:

  • Uta-Garuta
  • Ita-Karuta
  • Iroka Karuta
  • Obake Karuta
Cartas da Nintendo numa propaganda do período Meiji.

Em Chihayafuru, o foco está no conjunto de Uta-Garuta (cujo nome pode ser traduzido para “Karuta de Poesia“). No entanto, para entender as regras do Uta-Garuta, é necessário conhecer um pouco da história japonesa.

No século 8 depois de Cristo, o poeta japonês Fujiwara no Teika publicou a coletânea de poemas Ogura Hyakunin Isshu, que contém 100 poemas no estilo waka escritos por vários autores. A coletânea teria posteriormente um papel-chave na criação do Uta-Garuta.

No Uta-Garuta, há dois tipos de cartas:

  • Yomifuda: cartas que contêm impressos nelas os poemas do Hyakunin Isshu, um nome de uma pessoa e uma foto dela.
  • Torifuda: cartas que contêm somente a frase final dos poemas do Hyakunin Isshu.

Existem 100 cartas de yomifuda e torifuda, uma para cada poema do Hyakunin Isshu.

O jogo é jogado com os jogadores sentados no chão. No início do jogo, os 100 Torifuda são colocados virados para cima e os yomifuda são separados. Um jogador é escolhido para ser o leitor, e quando ele (ou ela) começa a ler um poema de uma das cartas de yomifuda, os outros jogadores precisam procurar rapidamente entre as cartas de torifuda para ver qual é o torifuda que tem a frase final que corresponde àquele yomifuda.

Baseado nessas regras, existem duas maneiras de se jogar Uta-Garuta:

Chirasi-Dori: Aqui, além do leitor, temos três jogadores que sentam ao redor das cartas e competem entre si para ver quem pega mais cartas de torifuda. O jogador que conseguir mais cartas (pegando corretamente o torifuda correspondente ao yomifuda que está sendo lido) vence o jogo.

Genpei-Gassen: Os jogadores são divididos em 2 equipes (chamadas de Genji e Heike) e são entregues 50 cartas de torifuda para cada uma das equipes, que sentam uma de frente para a outra. As regras do Chirasi-Dori valem aqui também: o leitor lê os poemas, e cabe aos jogadores de ambas as equipes tentar adivinhar qual é o torifuda que corresponde àquele poema. No entanto, se o jogador de uma equipe pegar um torifuda correto que por acaso esteja no lado da equipe adversária, ele pode escolher um torifuda do seu lado para passar para a equipe adversária. Caso contrário (ou seja, se ele pegar um torifuda do lado adversário que esteja incorreto) então a equipe adversária pode escolher um torifuda do seu lado e passá-lo para a outra equipe. Vence a equipe que não possuir mais cartas de torifuda do seu lado.

Vamos conhecer agora algumas das impressionantes paisagens retratadas no anime.

Estação Bubaigawara

Estação Bubaigawara, Tóquio.
Estação Bubaigawara, Tóquio.

A estação Bubaigawara, que é servida pela linha Nanbu, que conecta as cidades de Tóquio, Tachikawa e Kawasaki. A estação aparece no anime em parte porque fica próxima à escola onde Chihaya e Taichi estudam.

Ponte East Deck

Ponte East Deck, Tóquio

A Ponte East Deck está localizada ao sul da estação Shinjuku, uma das estações de metrô mais movimentadas do Japão. Inaugurada em 1885, numa época em que Shinjuku era um lugar muito mais tranquilo do que hoje em dia, a estação de Shinjuku está localizada no coração de Tóquio e liga os distritos de Shinjuku e Shibuya.

Hipódromo de Tóquio

Imediações do Hipódromo de Tóquio, Tóquio
Imediações do Hipódromo de Tóquio, Tóquio

Temos aqui os arredores do Hipódromo de Tóquio (que apesar do nome, fica na cidade de Yuchu – que por sua vez faz parte da região metropolitana de Tóquio). Ele foi construído em 1933 e sedia algumas das corridas de cavalos mais populares do Japão (e do mundo), como a Tokyo Yushun e a Japan Cup.

Templo Omi

Templo Omi
Templo Omi
Templo Omi

O Templo Omi (Omi no Jingu, em japonês) é um dos templos mais importantes do Japão e aparece na abertura da primeira temporada de Chihayafuru. Ele foi construído em homenagem ao imperador Tenji no ano de 1940 na cidade de Otsu.

Tenji foi o 38º imperador do Japão, reinando de 667 à 672 D.C, e também foi um dos autores que escreveu poemas para a coletânea Ogura Hyakunin Isshu. Daí vem a grande importância do templo para os jogadores de Karuta.

Estação Otsukyo

Estação Otsukyo
Estação Otsukyo

Acima está a estação de metrô Otsukyo, também localizada na cidade de Otsu.

Centro Cultural Katamachi

Centro Cultural Katamachi
Centro Cultural Katamachi

Temos também o Centro Cultural Katamachi, onde os membros da Sociedade Karuta Shiranami (da qual Chihaya faz parte) se reúnem para praticar.

Imagens via: Crunchyroll.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: