domingo, 29 de novembro de 2020

O horror no mundo dos animes e mangás: 5 obras de terror para ver agora!

Sexta-feira 13 dos otakus é assim.

O terror é um dos gêneros mais influentes e populares de qualquer mídia. Por ter como foco o retrato mais podre e assustador da humanidade e com incontáveis obras que refletem desde as mais específicas paranoias, como ter uma pessoa dentro do seu sofá, ou até mesmo um medo cultural, como foi com o Japão pós Segunda Guerra, que se viu aterrorizado pelo rei dos monstros, Godzilla.

Diferente do cinema norte-americano, as obras de horror japonesas raramente são sobre maníacos com máscaras estranhas e que seguram armas bem pouco eficazes. O chamado subgênero “Slasher” simplesmente não tem a mesma força em um país com um histórico tão pequeno de crimes brutais. Por isso, muita da abordagem japonesa nesse gênero se dá no terror psicológico e em histórias sobrenaturais e nós aqui do AniNerd separamos algumas recomendações dessas obras para vocês aproveitarem na noite de hoje.

Perfect Blue

Dirigido por Satoshi Kon (Paprika, Paranoia Agent), escrito por Sadayuki Murai (Cowboy Bebop, Kino no Tabi) e adaptado da novel de Yoshizaku Takeuchi, Perfect Blue conta a história de Mima Kirigoe, que depois de dois anos trabalhando como idol resolve largar esse trabalho e se tornar uma atriz. Essa escolha acaba por tornar a vida de Mima em um verdadeiro inferno, não só pela pressão e complicações que sua nova carreira causa, mas também por fãs inconformados que não só se passam por ela na internet como também a perseguem e espionam até os mínimos detalhes de sua vida.

Uzumaki

Escrito e ilustrado por Junji Ito (Gyo, Ito Junji: Collection), Uzumaki se passa na pequena cidade de Kurozu, onde a protagonista, Kirie Goshima, se encontra rodeada por espirais: nas plantações, tábuas e até nos pequenos redemoinhos que circulam a cidade. A aparente normalidade na vida de Kirie se vê quebrada quando ela descobre que seu namorado, Shuichi Saitou, está desesperado para fugir de lá, pois seu pai se encontra com uma obsessão por espirais que acaba se desenvolvendo para formas cada vez mais bizarras. Com apenas três volumes publicados, Uzumaki explora toda a capacidade de Junji Ito ao construir uma história que começa como um mais alocada e simples, mas que rapidamente escala a níveis Lovecraftianos de terror cósmico. Uzumaki se encontra disponível no Brasil pelas editoras Conrad e Devir.

Corpse Party: Tortured Souls

Com Akira Iwanaga (Isuca, segunda temporada de Kingdom) na direção, o roteiro de Corpse Party: Tortured Souls é baseado no remake para PSP da popular franquia homônima de jogos survival horror. Na trama, um grupo de jovens acaba caindo em uma outra dimensão quando um ritual aparentemente inofensivo dá errado. Agora eles terão que arrumar uma maneira de voltar para casa enquanto fogem de um grupo de espíritos malignos. Corpse Party funciona como uma mescla de filmes de terror japoneses e ocidentais, com elementos sobrenaturais e grande foco em mortes brutais. Esse Ova é um pedido bem seguro aos fãs do subgênero slasher.

Gakkou Gurashi!

Produzido pelo estúdio Lerche (Ansatsu Kyoushitsu, Given) e lançado na temporada de verão de 2015, Gakkou Gurashi! é uma adaptação de mangá de mesmo nome, dirigida por Masaomi Andou (Kanata no Astra, Kuzu no Honkai) e com roteiro de Hikaru Sakurai, autor dos mangás Fate Prototype e Psycho-Pass Legend: Tsuisekisha Kagari Shuusei. Yuki Takeya, uma menina apaixonada pela escola vive seus dias alegremente ao lado de suas amigas no “clube da vida escolar”, porém a realidade em que vive é muito mais cruel do que ela possa imaginar. Gakkou Gurashi! ganhou o mundo na temporada de verão de 2015 ao explorar a pressão psicológica que quatro garotas comuns sofrem ao se verem presas na escola quando o apocalipse zumbi começa. Ainda que trazendo muitos elementos clichês do gênero, tanto o anime quanto o mangá conseguiram inovar ao colocar o drama sob a visão das quatro amigas e tudo que elas passam na escola, seu refúgio seguro em meio ao fim do mundo.

Litchi☆Hikari Club

Litchi☆Hikari Club é escrito e ilustrado por Usamaru Furuya (Music of Marie, Genkaku Picasso) e apresenta Hiroyuki Tsunekawa, que de manhã é um estudante normal, mas à noite se torna Zera, o enigmático e bizarro líder do clube da luz. Após criar um androide que sequestra uma garota e a traz para o clube, Zera se torna obcecado com a possibilidade de acabar sendo traído e gera cada vez mais atrito no clube.

Litchi☆Hikari Club é um mangá recheado de pontos altos, deste a detalhada e limpa arte de Furuya até o desenvolvimento de cada um dos personagens, como seu inofensivo clubinho de meninos se tornou uma seita quase que política, ou até mesmo com um quê de crime organizado. São garotos inteligentes e saudáveis, fortes, alguns são até de destaque na escola, mas tudo em sua mente acaba se distorcendo de maneira quase que irreversível por causa da influência de Zera, o líder carismático. Mas por quanto tempo? E até onde os meninos serão capazes de ir para se provarem ao seu líder – e para atingir seu objetivo de conseguir a beleza máxima.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: